terça-feira, 8 de outubro de 2013

Espelho dos Mártires 01 [06/07]

Em 250, quando Décio era imperador deu-se uma leve perseguição: este publicou um édito falando que todos deveriam prestar culto e oferecer oferendas.
Nesta época, o número de cristãos era bastante significativo, mas poucos eram fortes e capazes de dar a vida pela fé. Por isso houve muitos cristãos,  que acabaram por sacrificar aos deuses romanos publicamente por medo das torturas e da morte. Depois de renegarem publicamente a fé arrependiam e queriam voltar a Igreja.  Como consequência a reintegração destes cristãos infiéis chamados de lapsi suscitou muitos problemas internos.
O Imperador Valeriano, que governou de 253 até 260, publicou dois éditos que visavam caçar as cabeças da Igreja, isto é, Bispos, padres e diáconos. A Igreja de África foi quase dizimada com esta perseguição: mataram o Papa Sixto II. Nesta perseguição houve muitos mártires e poucos lapsi.
Depois da morte de Valeriano, o Imperador Galiano publicou, em 261, um édito de tolerância, pelo qual a Igreja deixou de ser perseguida durante 40 anos. Neste tempo a Igreja cresceu, foram fundadas muitas comunidades, e construídas muitas Igrejas
Mas com Diocleciano chega a última das perseguições romanas: por um lado, um número grande de mártires e, por outro, a destruição de várias Igrejas e queimas de livros sagrados. O número de cristãos neste momento é quase a metade da população Romana.
"Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus." Hebreus 12:2
Parte 06/07

video

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...