terça-feira, 29 de outubro de 2013

Espelho dos Mártires 02 [02/04]

A inquisição católica

A fogueira da Inquisição na Idade Média era a mais severa de todas as penas impostas pelo clero de Roma aos hereges, havia ainda as penas de penitência, multa, confisco de bens e prisão. As negociatas, os subornos, as suspeitas e as chantagens eram práticas comuns que cresciam juntamente com os tribunais da Inquisição. Não é difícil de se imaginar a freqüência com que provas eram forjadas, falsos testemunhos levantados e pessoas injustamente incriminadas pela ambição de religiosos e de leigos pelo domínio e pelo poder. A Inquisição teve atuação destacada no sul da França, no norte da Itália e na Alemanha.

Em 1542, Paulo III estabeleceu a Congregação da Inquisição (ou do Santo Ofício) e esta ficou conhecida como a Inquisição Romana. Esta instituição foi estabelecida por Roma com o declarado objetivo de perseguir e combater os Protestantes. Esta instituição ficou mais conhecida pela condenação imposta a Galileu Galilei. Em 1965 a Inquisição Romana mudou de nome e é hoje conhecida por Congregação para a Doutrina da Fé.

A Inquisição Católica foi um movimento de perseguição aos cristãos levado ao extremo da agressividade, da perversidade, da violência e da mentira.

Parte 02

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...