quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Voltemos ao Evangelho!!! O show tem que parar...


Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto;Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.1 Pedro 5:2-3
A FALTA DE VISÃO DE UM DIRIGENTE 

Na atualidade a igreja do Senhor, ou seja, os seus membros têm sofrido bastante com as heresias e com a avalanche de besteirol presenciada em seus cultos e reuniões de um modo geral. Não são poucas as vezes que saímos dos nossos lares com o intuito de adorar e louvar ao Senhor Jesus Cristo juntamente com os irmãos e nos deparamos com tantos disparates, que dá até muitas vezes, vontade de voltar pra casa e adorar ao Senhor em casa mesmo, afinal, somos a Igreja de Cristo e o Espírito Santo habita em nós. É tanta hipocrisia, tanta mentira, tanta falácia que dá até desgosto. Sem falar no autoritarismo em cima de alguns irmãos, ou de todos, que mais parece que estamos em um quartel general e não na igreja, casa do Senhor. É muita cobrança, muita pressão, muita ameaça, constrangimento. Constrangimento a ponto de um irmão ser envergonhado no dia de Santa Ceia e o pior, ser proibido de participar do corpo e do sangue de Cristo. E isto sem ser avisado previamente nem ter passado por uma reunião de obreiros. O irmão em questão sai do seu lar todo arrumado e feliz da vida, afinal ele pensa que vai cear; chega à igreja, canta, louva, adora e espera o grande momento da comunhão com Deus primeiramente, depois, com os irmãos que irão relembrar a morte de Cristo até que ele venha ou volte. De repente, o dirigente diz que ali tem pessoas que precisam se consertar, pedir perdão umas ás outras. Algumas mulheres se levantam e uma após a outra começa a pedir desculpas e perdão; mas o dirigente diz que tem mais uma pessoa e essa precisa vir à frente e confessar seu pecado para que seja perdoado. Todos ficam sem saber o que fazer e então começam a orar em voz baixa e cabeças curvadas. O dirigente diz que essa é a última chance pra essa pessoa. Ele manda que a igreja fique em pé. Todos os que vão cear deverão ficar em pé; o irmão em questão se levanta assim como demais; ele não estava entendendo nada; nem os outros; afinal nunca se havia visto tamanho disparate. Além do mais, ele veio preparado para tomar a santa ceia.

O dirigente então ressalta que a chance dele passou. Ele teve a sua oportunidade e não soube aproveitar e que agora ele vai apontar a pessoa que não vai tomar a ceia. Agindo assim, ele foge de tudo o que é mais sagrado na igreja, na vida do membro, na vida de um cristão fiel. A Bíblia diz: I Coríntios 11. 28 Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice. Ou seja, aqui o que tem que prevalecer é o auto-exame e não o exame de terceiros. Pressupõe-se que a própria pessoa fará uma auto-avaliação e depois disso, reparará o que precisar ser reparado ou consertado, estará apto a participar da Santa Ceia comendo o pão e bebendo o cálice. Mas não foi isso o que aconteceu; o irmão ali diante de todos foi barrado de participar do corpo e do sangue de Cristo. Tudo por conta de uma atitude arbitrária de um dirigente sem piedade e compaixão, sem sabedoria e sem o discernimento do Espírito Santo de Deus; mesmo por que esse irmão não havia feito nada que desabonasse sua conduta moral e espiritual. Mais parecia uma atitude de alguém que quer mostrar que está por cima de todos e de tudo, inclusive da Palavra de Deus. O irmão se sentou muito trêmulo e envergonhado; bem o resultado não foi outro; o irmão saiu da igreja com sua família e outras pessoas. Não houve nenhuma edificação, ao contrário; houve um decréscimo no número de membros e muita tristeza nos irmãos que continuaram na igreja. A Bíblia diz que a verdadeira profecia tem três objetivos: edificar, consolar e exortar, no caso em questão não aconteceu nenhuma das três. Graças a Deus a família desse irmão está firme com Jesus e hoje congrega em outra denominação.

Fica registrado aqui o meu repúdio a essa insensatez e a essa discrepância entre aquilo que deveria servir de exemplo e ser feito por alguém que também deveria cuidar, alimentar, tratar bem, guiar e o que foi feito do modo como foi e por quem foi. O que nos resta é continuar orando para que o Senhor tenha misericórdia dessas pessoas e de nós todos que a propósito sempre que participamos da ceia do Senhor o fazemos relembrando a morte do Salvador até que venha, e agora, também nos lembramos da humilhação que passou nosso irmão.

Por Nilva Alves Moreira Mendes
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...