sexta-feira, 15 de novembro de 2013

As Marcas de Um Líder Espiritual [03/03]

5. Resistente

Uma coisa é certa: se você começar a liderar outros, você será criticado. Ninguém será um líder espiritual significativo se seu alvo for agradar outros e buscar sua aprovação. Paulo disse em Gálatas 1:10, "Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo." Líderes espirituais não buscam os louvores dos homens, eles buscam agradar a Deus. Dr. Carl Lundquist, antigo Presidente do Bethel College & Seminary, disse em seu relatório final à Conferência Geral Batista que não houve praticamente nenhum dos 28 anos nos quais serviu a Conferência em que ele não tivesse ativa oposição de muitas pessoas.
Se o criticismo nos incapacita, jamais teremos sucesso como líderes espirituais. Não quero dizer que devemos ser o tipo de pessoa que não se sente magoada, mas que não devemos ser reduzidos pela dor. Devemos ser capazes de dizer com Paulo em 2 Coríntios 4:8, “De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados; somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos.". Nós sentiremos a crítica, mas seremos incapacitados por ela. Como Paulo diz em 2 Coríntios 4:16, "Nós não desanimamos.".
Líderes devem ser capazes de digerir a depressão, porque vão ingerir bastante. Haverá muitos dias em que a tentação de abandonar tudo por causa de pessoas incompreensíveis será muito forte. Criticismo é uma das armas favoritas de Satanás para tentar convencer líderes cristãos efetivos a jogarem a toalha.
Eu deveria, no entanto, qualificar essa característica da resistência. Não quero dar a impressão de que líderes espirituais estão imunes ao criticismo legítimo. Um bom líder deve não somente ser resistente, mas também aberto e humilde para aceitar e aplicar críticas justas. Nenhum líder é perfeito e Jonathan Edwards disse uma vez que ele tornou uma disciplina espiritual buscar pela verdade em cada crítica que surgisse, antes de descartá-la. Esse é um bom conselho.

6. Energético

Pessoas preguiçosas não podem ser líderes. Líderes espirituais "aproveitam o tempo" (Efésios 5:16). Eles trabalham enquanto é dia, porque sabem que quando é noite ninguém pode trabalhar (João 9:4). Eles "não se cansam de fazer o bem", porque sabem que no tempo próprio colherão, se não desanimarem (Gálatas 6:9). Eles são "firmes, e nada os abala, sempre dedicados à obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o trabalho deles não será inútil." (1 Coríntios 15:58). Mas eles não recebem o crédito por essa grande energia ou se gloriam em seus esforços, porque dizem com o apóstolo Paulo, "Trabalhei mais do que todos eles; contudo, não eu, mas a graça de Deus comigo." (1 Coríntios 15:10). E: "Para isso eu me esforço, lutando conforme a sua força, que atua poderosamente em mim." (Colossenses 1:29).
O mundo é governado por homens cansados, alguém disse. Um líder deve aprender a conviver com a pressão. Nenhum de nós alcança muito sem prazos, e prazos sempre criam um senso de pressão. Um líder não enxerga a pressão do trabalho como uma maldição, mas como uma glória. Ele não deseja despender sua vida em lazer excessivo. Ele ama ser produtivo. E ele lida com a pressão e previne que se torne preocupante com promessas como Mateus 11:27, 28 e Filipenses 4:7, 8 e Isaías 64:4.

7. Um Pensador

"Com respeito ao mal, sejam crianças; mas, quanto ao modo de pensar, sejam adultos!" (1 Coríntios 14:20). Não é fácil ser um líder de pessoas que podem te subestimar. Um líder deve ser alguém que, quando se depara com um quadro de circunstâncias, pensa a respeito. Ele se senta com um bloco de notas e um lápis e rabiscos e escreve e cria. Ele testa todas as coisas com sua mente e fica com o que é bom (1 Tessalonicenses 5:21). Ele é crítico no melhor sentido da palavra, isto é, não é ingênuo ou dado ao modismo ou tendencioso. Ele pondera as coisas e considera pros e contras e sempre tem uma razão significativa para as decisões que toma. Raciocínio cuidadoso e rigoroso não é contrário à confiança na oração e revelação divina. O apóstolo Paulo disse a Timóteo em 2 Timóteo 2:7, "Reflita no que estou dizendo, pois o Senhor lhe dará entendimento em tudo.". Em outras palavras, o meio de Deus de nos comunicar insights não é dar um curto-circuito no processo intelectual.

8. Articulado

É difícil liderar outros se você não pode exprimir seus pensamentos clara e energeticamente. Líderes como Paulo tem por objetivo persuadir os homens, não coagi-los (2 Coríntios 5:11). Líderes que são espirituais não reúnem seguidores com disparates ou acenos ou palavras, mas com sentenças atrativas, concisas, sólidas. O apóstolo Paulo visava, como todos bons líderes, a clareza no que dizia. De acordo com Colossenses 4:4, ele pediu ao povo para orar por ele, "para que eu possa manifestá-lo abertamente, como me cumpre fazê-lo." É impressionante e lamentável como muitas pessoas hoje não conseguem falar em sentenças completas. O resultado é que uma grande nuvem cerca seus pensamentos. Nem eles nem seus ouvintes sabem exatamente a respeito do que estão falando. Um nevoeiro se estabelece sobre a discussão e você vai embora pensando a respeito do que se tratava. Se ninguém se coloca acima do discurso confuso e do caos verbal de "Você sabe... Quero dizer... De fato", não haverá liderança.

9. Apto Para Ensinar

Não surpreende que alguns dos grandes líderes na Bethlehem Baptist Church tenham sido homens que eram também professores efetivos. De acordo com 1 Timóteo 3:2, qualquer um que aspira ao ofício de bispo na igreja deve ser apto para ensinar. O que é um bom professor? Penso que um bom professor tem no mínimo as seguintes características.
  • Um bom professor pergunta a si mesmo as questões mais difíceis, trabalha nas respostas, e então formula perguntas provocativas aos seus alunos para estimular seu raciocínio.
  • Um bom professor analisa o seu conteúdo em partes e enxerga as relações e descobre a unidade do todo.
  • Um bom professor sabe quais são os problemas que os aprendizes terão com o conteúdo e os encoraja e os leva a superar os montes do desencorajamento.
  • Um bom professor prevê objeções e pensa a respeito delas a fim de 
    respondê-las de maneira inteligente.
  • Um bom professor pode se colocar no lugar de uma variedade de aprendizes e portanto, pode explicar coisas difíceis em termos claros para cada perspectiva.
  • Um bom professor é concreto, não abstrato, específico, não geral, preciso, não vago, vulnerável, não evasivo.
  • Um bom professor sempre pergunta, "E daí?" e tenta demonstrar como as descobertas moldam todo o sistema de pensamento. Ele tenta relacionar as descobertas com a vida e tenta evitar a compartimentalização.
  • O objetivo de um bom professor é a transformação de toda a vida e pensamento em uma unidade que honra a Cristo.

10. Um Bom Juiz de Caráter

Jesus conhecia os corações dos homens (João 2:24-25) e Ele nos exortou para que sejamos perceptivos na avaliação de outros (Mateus 7:15). Líderes devem conhecer quem se encaixa em que tipo de trabalho. Bons líderes têm bom faro. Eles podem desmascarar pessoas inoportunas rapidamente, isto é, pessoas que estão sempre ouvindo mas nunca aprendendo ou mudando. Eles podem detectar potencial quando o enxergam em um principiante. Eles podem perceber rapidamente os ecos do orgulho e da hipocrisia e do mundanismo. O líder espiritual determina um curso cuidadoso entre os perigos do estereótipo rígido por um lado, e da indiferença por outro.

11. Com Tato

Paulo disse em Colossenses 4:5, 6, "Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades. O seu falar seja sempre agradável e temperado com sal, para que saibam como responder a cada um.". E o escritor de Provérbios disse, "A palavra proferida no tempo certo é como frutas de ouro incrustadas numa escultura de prata." (25:11). Precisamos nos lembrar que líderes estão visando a transformação de corações, não apenas a realização de tarefas. Portanto, desviar as pessoas desnecessariamente é derrotar a si mesmo. Tato é a qualidade da graça que ganha a confiança de pessoas que estão certas de que você não fará ou dirá algo estúpido. Você não pode inspirar seguidores se as pessoas se sentem embaraçadas com as coisas inapropriadas e insensíveis que você diz ou faz. Tato é especialmente necessário em um líder para lidar com situações embaraçosas ou trágicas.
Por exemplo, muito frequentemente quando você está liderando um grupo, alguém diz algo totalmente irrelevante, que é reconhecido como algo tolo por todos do grupo. Um líder perspicaz deve ser capaz de conduzir a atenção do grupo de volta ao curso principal da discussão, sem amontoar desprezo sobre o indivíduo. Outro exemplo, que me recordo, vem da minha experiência no Wheaton College. Eu estava presente no serviço da capela, onde V. Raymond Edman teve um ataque cardíaco no púlpito e caiu e morreu. Hudson Armerding, que o substituiu como presidente, estava sentado atrás dele quando Dr. Edman fez uma pausa em sua fala, deu um passo para o lado, e caiu. Em uma das mais belas e sensíveis demonstrações de tato que já vi, Dr. Armerding rapidamente se ajoelhou ao lado, conforme os 2.000 estudantes se silenciavam. Então ele se levantou, conduziu-nos em uma breve oração confiando o Dr. Edman ao Senhor, e dispensou os estudantes calmamente. Dr. Edman morreu assim que saímos.
O tato de um líder deve manifestar a si mesmo na confrontação franca. A pessoa que não está aberta a abordar uma pessoa que precisa de admoestação ou repreensão não será um líder espiritual bem sucedido. Associado ao seu julgamento do caráter das pessoas, o tato de um líder o capacitará a lidar com negociações delicadas e pontos de vista opostos. Sua escolha das palavras será astuta e não rude. (Existe uma grande diferença entre dizer "Seu pé é muito grande para esse sapato" e "Esse sapato é muito pequeno para seu pé.").

12. Teologicamente Orientado

Colossenses 3:17 diz, "Tudo o que fizerem, façam-no em nome do Senhor Jesus." 1 Coríntios 2:16 fala sobre o homem espiritual como tendo a mente de Cristo. Um líder espiritual sabe que tudo na vida, mesmo os menores detalhes, têm a ver com Deus. Se vamos liderar pessoas para enxergarem e refletirem a glória de Deus, devemos pensar teologicamente a respeito de tudo. Devemos trabalhar em direção a uma síntese de todas as coisas. Devemos investigar para ver como as coisas se encaixam. Como a guerra e esportes e pornografia e festas de aniversário e literatura e viagens para o espaço e doenças e companhias se relacionam? Como se relacionam com Deus e Seus propósitos?
Líderes devem ter um ponto de apoio teológico que os ajude a dar coerência a todas as coisas. Isso dará ao líder uma estabilidade que o previne de tropeçar por mudanças repentinas em circunstâncias ou novos ventos de doutrina. Ele sabe suficientemente a respeito de Deus e Seus caminhos que as coisas geralmente se encaixam em um padrão e fazem sentido mesmo quando são desagradáveis. Então, o líder não desiste, mas confia o caminho adiante a Deus.

13. Um Sonhador

De acordo com Joel 2:28, nos últimos dias (nos quais vivemos), "Os velhos terão sonhos, os jovens terão visões.". Esse é o contraste positivo da incansabilidade. Não devemos apenas estar descontentes com o presente, mas também sonhar com o que pode vir a ser o futuro. Em 2 Reis 6:15-17, Eliseu e seu servo foram cercados pelos Assírios na cidade de Dotã. Quando o servo vê isso e se alarma, Eliseu ora e diz, "Senhor, abre os olhos dele para que veja.". Então o Senhor abriu os olhos do rapaz, que olhou e viu as colinas cheias de cavalos e carros de fogo ao redor de Eliseu.
Líderes podem ver o poder de Deus cobrindo os problemas do futuro. Esse é um dom raro - enxergar o poder soberano de Deus no meio da aparente esmagadora oposição. A maioria das pessoas é especialista em enxergar todos os problemas e razões para não avançar em uma aventura. Muitos pastores são arruinados por juntas que pensam que eles fizeram seus deveres quando atribuem todo obstáculo e problema a uma ideia que ele traz. Isso é barato. Esperança e soluções são caras. O espírito aventureiro é raro hoje. Ó, como precisamos de pessoas que dedicam apenas cinco minutos por semana para sonhar o que é possível ocorrer. O texto diz que homens idosos sonharão. Quão triste é, então, ver tantos homens idosos assumindo que sua idade significa que agora eles podem navegar e deixar a criatividade para os jovens. É trágico quando a idade torna um homem cansado em vez de progressivamente mais criativo. Toda nova igreja, toda agência, todo novo ministério, toda instituição, toda empreitada, é resultado de alguém ter uma visão e se apegar a ela como a tartaruga a seu casco.

14. Organizado e Eficiente

Um líder não gosta de desordem. Ele gosta de saber onde e quando as coisas estão para rápido acesso e uso. Sua forma favorita é a linha reta, não o círculo. Ele se lamenta em reuniões que não partem de premissas às conclusões, mas caminham em círculos irrelevantes. Quando algo deve ser feito, ele vê um plano de três passos para a realização e o executa. Um líder vê as ligações entre uma decisão da junta e sua implementação. Ele vê maneiras de aproveitar ao máximo o tempo e determina sua agenda para maximizar seu aproveitamento. Ele reserva para si mesmo grandes blocos de tempo para suas principais atividades produtivas. Ele se vale de pequenas porções de tempo para que não sejam desperdiçados. (Por exemplo, o que você faz enquanto está escovando os dentes? Você poderia colocar uma revista no cabide das toalhas e ler um artigo?) Um líder reserva tempo para planejar seus dias e semanas e meses e anos. Mesmo que seja Deus, em última instância, quem dirige os passos de um líder, ele deve planejar seu caminho. Um líder não é uma água-viva arremessada de um lado para o outro pelas ondas, nem uma ostra que permanece imóvel. O líder é o golfinho do mar e pode nadar contra a correnteza ou com a correnteza, conforme o planejado.

15. Resoluto

Em 1 Reis 18:21, Elias clama, "Elias dirigiu-se ao povo e disse: Até quando vocês vão oscilar entre duas opiniões? Se o Senhor é Deus, sigam-no; mas, se Baal é Deus, sigam-no.". Um líder não pode ficar paralisado pela indecisão. Ele assumirá riscos em vez de não fazer nada. Ele se encharcará em oração e na Palavra e então descansará na soberania de Deus conforme toma suas decisões, sabendo que provavelmente cometerá alguns erros.

16. Perseverante

Jesus disse em Mateus 24:13, "Aquele que perseverar até o fim será salvo." Paulo disse em Gálatas 6:9, "E não nos cansemos de fazer o bem." Nós vivemos em uma época onde a imediata gratificação é comumente exigida. Isso significa que pouquíssimas pessoas alcançam a excelência na virtude da perseverança. Pouquíssimas pessoas continuam e continuam no mesmo ministério, quando há uma dificuldade significativa. Visão sem perseverança, entretanto, resulta em contos de fada, e não em ministérios frutíferos. Meu pai uma vez me contou que a razão pela qual ele acha que muitos pastores falham em enxergar um reavivamento em suas igrejas é que eles desistem quando tudo está prestes a acontecer. A longa caminhada é dura, mas compensa. A grande árvore é derrubada por muitas, muitas machadadas. As críticas que cruzam seu caminho serão esquecidas se você permanecer fazendo a vontade do Senhor.

17. Um Amante

Aqui estou me dirigindo a homens que são maridos e líderes. Paulo disse em Efésios 5:25, "Maridos, amem suas mulheres!". Ame-a! Ame-a! De que adianta a um homem conquistar uma legião de seguidores e perder sua esposa? A que teremos conduzido as pessoas se elas perceberem que nos conduzimos ao divórcio? O que precisamos hoje são líderes que são grandes amantes. Maridos que escrevem poemas para suas esposas e cantam canções para suas esposas e compram flores para suas esposas, por nenhuma outra razão a não ser o fato de que a amam. Precisamos de líderes que sabem que devem tirar um dia a sós com suas esposas de tempos em tempos; líderes que não têm o hábito de zombar e colocar suas esposas para baixo, especialmente pequenas escapadas displicentes em público; líderes que falam bem de suas esposas em público e se juntam a elas espontaneamente quando estão sozinhas; líderes que as tocam com ternura em outros momentos, e não só quando estão na cama.
Uma das grandes tentações de um líder ocupado é começar a tratar sua esposa como uma espécie de objeto sexual. Isso começa a se manifestar quando o único momento em que ele a beija apaixonadamente ou a toca carinhosamente é quando está tentando atraí-la para a cama. É trágico quando uma esposa se torna um manequim para masturbação. Conheça seus deleites e leve-a à mais plena experiência do clímax sexual. Converse com ela e estude seus desejos. Olhe-a nos olhos quando fala com ela. Largue o jornal e desligue a televisão. Abra a porta para ela. Ajude-a com a louça. Dê uma festa para ela. AME-A! AME-A! Se você não amá-la, todo seu sucesso como líder muito provavelmente resultará em fracasso no lar.

18. Tranquilo

Começamos com a qualidade da incansabilidade e terminamos com a qualidade da tranquilidade. "Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. Se não é o Senhor que vigia a cidade, será inútil a sentinela montar guarda. Será inútil levantar cedo e dormir tarde, trabalhando arduamente por alimento. O Senhor concede o sono àqueles a quem ama." (Salmos 127:1-2). O líder espiritual sabe que, em última instância, a produtividade de seus trabalhos depende de Deus e que Deus pode fazer mais enquanto ele dorme do que ele poderia fazer acordado sem Deus. Ele sabe que Jesus disse aos seus discípulos ocupados, "Venham comigo para um lugar deserto e descansem um pouco." (Marcos 6:31). Ele sabe que um dos Dez Mandamentos era, "Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos, mas o sétimo dia é o sábado dedicado ao Senhor teu Deus." (Êxodo 20:9-10). Ele não é tão viciado em trabalho que não é capaz de descansar. Ele é um bom mordomo de sua vida e saúde. Ele maximiza a totalidade de seus trabalhos medindo as possíveis tensões sob as quais ele pode trabalhar sem diminuir sua eficiência , encurtando sua vida indevidamente.

Conclusão

Não resta dúvida de que muitas outras qualidades de uma pessoa poderiam ser mencionadas, e fariam dela um líder ainda mais bem sucedido. Essas são simplesmente as que vieram à minha mente conforme ponderava sobre o tema. O líder não precisa alcançar excelência em toda e cada uma delas. Mas quanto mais plenamente cada uma delas for desenvolvida em uma pessoa, mais poderosa e frutífera ela será como um líder. Permita-me enfatizar outra vez que é o círculo interno que faz com que a liderança seja espiritual. Toda liderança genuína começa com um senso de desespero; conhecimento de que somos pecadores desamparados e carentes de um grande salvador. Isso nos leva a ouvir a Deus em sua Palavra e clamar a Ele por ajuda e pelo insight em oração. Isso nos conduz a confiar em Deus e esperar em Suas grandes e preciosas promessas. Isso nos liberta para uma vida de amor e serviço a qual, no fim, leva as pessoas a enxergar e dar glória ao nosso Pai nos céus.
Por John Piper. © Desiring God. Site em inglês: desiringGod.org | Português: satisfacaoemDeus.org |
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...