sábado, 25 de janeiro de 2014

O Amor de Deus é Infinito [04/07]

The_Cross_oil_painting_L3
“4. O amor de Deus é infinito. 

Em Deus tudo é infinito. Sua essência enche os céus e a terra. Sua sabedoria não sofre nenhuma limitação, porquanto Ele conhece todas as coisas, do passado, do presente e do futuro. Seu poder é ilimitado, pois não há nada difícil demais para Ele. Assim, o Seu amor é sem limite. Há nele uma profundidade que ninguém consegue sondar; há nele uma altitude que ninguém consegue escalar; há nele uma largura e um comprimento que desdenhosamente desafiam a medição feita por todo e qualquer padrão humano. É declarado belamente em Efésios 2:4: “Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou”. A palavra “muito” aqui faz paralelo com a expressão “… Deus amou… de tal maneira…” (João 3:16), Diz-nos que o amor de Deus é tão transcendental que não pode ser avaliado.
“Nenhuma língua pode expressar plenamente a infinidade do amor de Deus, e nenhum intelecto pode compreendê-lo: “… excede todo o entendimento…” (Efésios 5:19). As idéias mais amplas que nossa mente finita possa conceber acerca do amor divino, estão infinitamente abaixo da sua verdadeira natureza. O céu não se acha tão distante da terra como a bondade de Deus está além das mais elevadas concepções que somos capazes de formular dela. A bondade divina é um oceano que se avoluma e se torna mais alto do que todas as montanhas de oposição nos que são objetos dela. E uma fonte da qual dimana todo o bem necessário aos que a ela estão ligados” (John Brine, 1743).”
________
A. W. Pink, Atributos de Deus, cap XV, (Ed. PES)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...