sábado, 8 de março de 2014

A Necessidade de Verdadeiro Arrependimento

“Não eram, eu vô-lo afirmo; mas, se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis” (Lc. 13:5).
Jesus, em Lucas 13:5, deseja impelir os pecadores ao arrependimento. Por que seria Ele tão enfático a respeito do arrependimento do pecador? Isto será examinado à medida em que considerarmos a necessidade de arrependimento.

Jesus disse: “Se não vos arrependerdes, todos igualmente perecerão.” Jesus, como o Todo Conhecedor, Filho de Deus, sabe que o homem através de sua obstinada desobediência tem pecado e carece da glória de Deus. Você e eu temos rompido o privilégio de comunhão diária com Deus e nos submetido à maldição da lei. Contudo, Deus, na sua incompreensível misericórdia, tem revelado, em instruções dadas pelas Escrituras, que deseja o arrependimento de pecadores. Não é Deus que diz “Tão somente reconhece a tua iniqüidade, reconhece que transgrediste contra o Senhor teu Deus” (Jer. 3:13)?

Além disso, Deus nos ensina em Ezequiel 18:30: “Convertei-vos e desviai-vos de todas as vossas transgressões; e a iniqüidade não vos servirá de tropeço.” O ensinamento do Novo Testamento é igualmente claro, como vemos em Atos 17:30, onde Paulo diz aos homens de Atenas que Deus “notifica aos homens que todos em toda parte se arrependam”. Portanto, a notificação ou ordem (o sentido no grego é uma ordem - nota do editor) de Deus obriga-nos ao arrependimento.

Não teríamos nós consideração à soberana autoridade dAquele que nos criou? Caro amigo, se nós não nos arrependemos, nossa desobediência à ordem de Deus é o bastante para destruir nossa pobre e perecível alma. O seu ser, sendo incapaz de arrependimento, exceto por obra do Espírito, alguma vez já se tornou o seu fardo e a sua culpa? Ou você tenta repreender Deus por não ter o direito de ordenar que você se arrependa? Lembre-se, Deus criou-nos para servi-Lo e o afastarmo-nos Dele levou-O a desamparar-nos para sempre.

Contudo, através da pregação ou leitura da Palavra de Deus, a amorosa exortação ao arrependimento vem como uma dádiva da graciosidade de Deus. Ousaríamos nós persistir em nossa rebeldia contra sua soberania e seu gracioso comando? Não está Deus buscando o nosso retorno a Ele, chamando-nos ao arrependimento? Não é Ele que diz na Bíblia, “Este é o caminho, andai nele ”?

Uma segunda razão porque Deus chama a você e a mim ao arrependimento é por causa da natureza do pecado em nossos corações e vidas. O pecado trouxe-nos uma maldição que se não for removida pela obra de Cristo será carregada por nós pessoalmente por toda eternidade. O pecado significa morte: temporal, espiritual e eterna. O pecado jamais nos dará, a mim e a você, qualquer satisfação. Ele nos leva como loucos, de pecado em pecado, de modo a preencher nossos corações vazios. A Bíblia diz: “Os perversos são como o mar agitado, que não se pode aquietar, cujas águas lançam de si lama e lodo” (Is. 57:20). Sim, caros amigos, não há repouso seguro, nem paz interior no curso de uma vida pecadora. “Pois que aproveitará o homem, se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mat. 16:26). Uma vida de pecado é insensatez, pois o final dos perversos não é felicidade, mas total destruição. Não é Deus que diz que não haverá paz para o perverso?

Considere caro amigo, qual deve ser o fim de todo pecado? Claro que será amargura. Em Jeremias 2:19 lemos : “A tua malícia te castigará, e as tuas infidelidades te repreenderão; sabe, pois, e vê, que mau e quão amargo é deixares o Senhor teu Deus, e não teres temor de mim, diz o Senhor Deus do exércitos.”

Apresse-se, pois o dia do ajuste de contas será terrível se morrermos longe de Cristo. Portanto, Ele que conhece sua situação de grande perigo ainda lhe ordena que arrependa-se por todos os seus pecados, de modo que a misericórdia de Deus possa ser estendida até você. A menos que você se arrependa, você com certeza perecerá. Pare e pondere, quanto mais você persiste no pecado, tanto maior é seu o débito perante o Juiz dos céus e da terra.

Deixe-me fazer-lhe uma pergunta: Se Cristo aparecesse neste momento e intimasse você a comparecer perante o seu Tribunal, você estaria contente de morrer da maneira como está vivendo? Você vive em pecado, mas desejaria morrer em pecado? Lembre-se, você não pode se encontrar com o Senhor com pecados não confessados, sem arrependimento e com uma dívida de pecados não paga.

Uma terceira razão pela qual Deus chama você e eu ao arrependimento é que haverá o dia em que os chamados e alertas de Deus cessarão. Quão freqüentemente tem o Espírito trabalhado com você para dissuadi-lo de seu caminho de pecados? Não tem Deus freqüentemente falado a você através da sua divina providência, da Bíblia e dos segredos de sua consciência, e ainda assim sem resultado? Você não vê a necessidade de arrependimento? Jesus busca ganhar você temporal e eternamente quando ordena arrependimento. Não é Ele que diz: “Arrependei-vos e crede no evangelho”? O Seu comando não o obriga à obediência? Verdadeiramente, Ele não tem obrigação de fazer nenhum bem a você ou a mim, contudo, Ele quer nos fazer bem, ao invés do mal. Ao mesmo tempo, se você e eu nos endurecermos com todos esses chamados, convites e alertas, Deus diz que pereceremos. Deus, que uma vez nos chamou ao arrependimento e fé em Cristo se tornará seu inimigo como está revelado em Isaías 63:10: “Mas eles foram rebeldes, e contristaram seu Espírito Santo pelo que se lhes tornou em inimigo, e Ele mesmo pelejou contra eles”. Ouça as palavras de Cristo mais uma vez: “mas se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis”.

É o Rei dos reis e Senhor dos senhores que o chama ao arrependimento. Ele, como soberano Senhor, não apenas ordena arrependimento, mas também prometeu dar a graça que nos capacita à obediência. Não pense que você será capaz de entrar nos céus com um pouco de religião, umas poucas lágrimas, ou uma consciência convicta. A porta dos céus é muito estreita para dar-lhe entrada com uma carga de pecados não confessados e sem arrependimento.

Caro amigo, Cristo comprou através de Sua morte a graça do arrependimento. Em Salmos 68:18, nós lemos que Cristo tem “recebido homens por dádivas, até mesmo rebeldes, para que o Senhor Deus habite no meio deles”. A graça do arrependimento é somente uma entre várias dádivas que Cristo nos doou, mas é também Cristo que ainda deseja dar esta graça. Não foi Ele mesmo que disse: “Eu não vim para chamar os retos, mas os pecadores ao arrependimento”? Você pensaria que Cristo não está sendo sincero quando nos chama ao arrependimento, mas também à fé em seu nome? Você é o maior inimigo de sua alma se pensa que pode ser feliz nesta vida sem o verdadeiro arrependimento e fé em Cristo. Quanto mais você prossegue sem arrependimento tanto mais infeliz você se tornará. O que você deve fazer para obter arrependimento, desde que a Bíblia revela que isto é graça dada por Deus? Nós lemos em Atos 5: 31, “Deus, porém, com Sua destra, o exaltou a Príncipe e Salvador, a fim de conceder a Israel o arrependimento e a remissão de pecados”. Ore a Deus para que Ele lhe dê esta graça. Cristo disse: “pedi, e dar-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe, o que busca encontra; e a quem bate abrir-se-vos-á”. A verdade é que todo aquele que bate à porta da misericórdia de Deus, jamais foi mandado embora desapontado.

Para encerrar, querido amigo, eu gostaria de enfatizar a definição de verdadeiro arrependimento. Isto envolve uma mudança de coração, mente e direção na vida. Se você se arrepende, todos os seus pecados serão lançados fora e você será abraçado com os braços largos da misericórdia. Você será salvo para sempre. Nenhum verdadeiro penitente será jamais lançado no inferno. Aqueles que se convertem de seus pecados para Deus, em verdade, através da graça trabalhada pelo Espírito, deve experimentar para sempre uma segura permanência com o Senhor nos céus.

Caro povo de Deus, quando o Senhor veio com sua obra salvadora, Ele desenvolveu em vocês genuína fé salvadora que produziu arrependimento para a vida. Foi então que seus olhos cegos se abriram para ver a sua própria miséria em todos os aspectos. Que horrível visão do pecado em sua vida pôde então ser percebida! Não teve você que confessar que todos os seus caminhos eram contrários aos caminhos de Deus? Você não se viu como um rebelde à vista de Deus? Você não veio a entender que sua mente carnal era inimizade contra Deus? Mas, não foi um Deus gracioso que em Jesus Cristo quebrou a sua teimosa resistência e conquistou você com seu amor e graça? Poderia você esquecer aquelas tépidas lágrimas de arrependimento e dor quando você entendeu que foram os seus pecados que cravaram Cristo na cruz? Quão doces são as lágrimas de arrependimento que fluem de um coração que é transbordado com o amor de Cristo.

Você possui arrependimento trabalhado pelo Espírito? Lembre-se que é somente por meio do arrependimento que o perdão pode ser experimentado.
_________________________
Rev. James D. Greendyk é pastor da Heritage Reformed Congregation de Fort Macleod, Alberta, Canadá. Ele é coperador da Revista The Banner of Sovereign Grace Truth.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...