terça-feira, 1 de abril de 2014

Orando em Favor de Ministérios Paraeclesiásticos


Apresento seis reflexões a respeito de como orar por ministérios paraeclesiásticos:
1. Deve haver alguma diferença entre a maneira como oro pela igreja local e a maneira como oro por uma organização paraeclesiástica? Não e sim.
Não, porque em ambos os casos estou orando por irmãos e irmãs em Cristo, e, em ambos os casos, o foco de minha oração deve ser o tipo de coisas pelas quais os apóstolos oravam. Por exemplo,
• Que o amor desses irmãos e irmãs aumente cada vez mais, em conhecimento e profundeza de percepção, e sejam capazes de discernir o que é melhor (Fp 1.9-10).
• Que Deus os torne dignos de sua vocação e, pelo seu poder, cumpra todo desejo de bondade e toda obra de fé (2 Ts 1.11).
• Que eles tenham poder, juntamente com o povo de Deus, para compreender as ilimitadas dimensões do amor de Cristo por eles, para que se tronem maduros (Ef 3.17-19).
• e assim por diante.
Devemos orar em favor de pessoas. E, quando oramos por irmãos e irmãs em Cristo reunidos na igreja local ou trabalhando no contexto de uma organização paraeclesiástica, estamos orando por pessoas.
Por outro lado, sim, há uma diferença: o fato de que a igreja é a única organização humana sancionada e designada pelas Escrituras da nova aliança, a única organização que é chamada de corpo de Cristo. Em um nível ou outro, a distinção terá implicações para nós, como veremos. Todavia, considere como posso orar pelo ministério de Bob e Sally Smith (os nomes foram mudados), que trabalham na tradução da Bíblia para várias línguas em Papua Nova Guiné, sob os auspícios da Wycliffe Bible Translators/SIL. Embora eu saiba que Bob e Sally foram enviados e são sustentados por igrejas locais específicas, penso sobre eles no contexto da organização em que estão cumprindo seu ministério específico e oro pelos detalhes do ministério deles, incluindo o funcionamento da sua missão, de maneiras que raramente se aplicam em âmbito geral.
2. Suponho que é possível orar "em favor de todas as organizações verdadeiramente cristãs em todos os lugares" ou algo desse tipo, mas, na realidade, esse tipo de oração geral é comumente imatura ou indolente ou ambas as coisas.
Talvez orarei mais inteligente e proveitosamente em favor de organizações paraeclesiásticas com as quais tenho conexões especiais. Talvez seja uma organização à qual sou filiado (por exemplo, The Gospel Coalition) ou na qual temos amigos íntimos em cujo ministério estou envolvido de alguma maneira (por exemplo: Together for the Gospel, Wycliffe Bible Translators/SIL). Pelo menos, serão organizações que Deus colocou em meu coração por alguma razão – talvez porque tenho observado a natureza estratégica de sua obra e quero pedir a Deus que preserve e aprofunde essa obra.
3. A Bíblia estabelece os detalhes referentes à organização, responsabilidade e papéis distintos de vários líderes na igreja local (embora as importantes passagens bíblicas sejam entendidas de diversas maneiras por cristãos diferentes). Isso significa que minhas orações em favor de bênçãos específicas, ou resultados, ou disciplina no contexto da igreja serão moldadas pelo meu entendimento dessas passagens. A Bíblia não estabelece os detalhes referentes à organização de The Gospel Coalition ou de Wycliffe Bible Translators/SIL. No entanto, a Bíblia nos diz muito sobre a moralidade, a qualidade de vida, a integridade de relacionamentos, o amor e o compromisso sincero para o serviço de todos os cristãos. Enquanto cristãos servem em organizações paraeclesiásticas, há muito pelo que podemos orar no que diz respeito a estruturas, disciplina e relacionamentos nas organizações paraeclesiásticas, embora os detalhes da organização sejam menos claramente designadas na Bíblia.
4. Organizações cujos alvos são moldados pelas prioridades do evangelho e estabelecidos em submissão sincera ao senhorio do Rei Jesus, como revelado na Escritura, devem ter prioridade em nossas orações, uma prioridade que outras organizações não devem ter. Inevitavelmente, isso implica que tem de haver algum esforço de nossa parte para avaliar a fidelidade do compromisso da organização com alvos dignos. Um seminário que se esforça constantemente para ser fiel às Escrituras e rico de entendimento do evangelho, enquanto treina pessoas para servir a Cristo, deve exigir oração de intercessão dos cristãos com o propósito de que Deus faça esse ministério prosperar cada vez mais. De modo correspondente, se o seminário começa a desviar-se das Escrituras, os crentes devem sentir-se impelidos a orar por ação corretiva, por mudanças necessárias na liderança, por arrependimento. No pior dos casos, pode ser sábio orar contra a instituição, exatamente porque ela está causando grande dano por corromper a fé no Deus vivo.
5. Às vezes, sinto um dever especial de orar por organizações paraeclesiásticas que passam por transições que as purificará e as tornará mais fiéis. Posso pensar em quatro ou cinco seminários ou faculdades teológicas pelos quais tenho orado durante as últimas três décadas, instituições que estavam sendo rejuvenescidas e trazidas de volta à harmonia com as Escrituras por líderes que lutavam para reformar suas organizações. Às vezes, as orações são feitas em favor de pessoas específicas; por exemplo: que Deus frustre os esforços daqueles que estão desviando a organização; que Deus os substitua por servos fiéis da Palavra, e coisas assim. É claro que há analogias na maneira como oramos pelas igrejas locais.
6. Sou atraído a orar por organizações paraeclesiásticas que buscam conscientemente fortalecer as igrejas locais, organizações que se vêem como extensões úteis das igrejas e cujos líderes são responsáveis a igrejas locais. Tenho muito mais suspeita de organizações que estão constantemente falando como se fossem superiores às igrejas, não manifestam amor pela igreja e competem com as igrejas – e, ao mesmo tempo, batem às portas das igrejas para pedir mais dinheiro para o sustento de seus "ministérios". Pelo primeiro tipo de organização, sinto-me feliz em orar – de fato, posso orar para que a organização tenha melhor relacionamento e, até, seja mais integrada com as igrejas locais. Pelo segundo tipo, eu raramente oro, exceto, no pior dos casos, contra elas.
______________________
Por D. A. Carson
Fonte: Ministério Fiel
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...