quarta-feira, 21 de maio de 2014

Os Cinco Pontos do Calvinismo - [Parte 02/03]

Depravação Total e Eleição Incondicional

DEPRAVAÇÃO TOTAL


Este ponto é fundamental. Ele nos mostra o que o pecado fez com o homem. Se tivermos uma perspectiva correta deste ponto, teremos uma conclusão correta do que Deus fez por este homem. Caso contrário se imaginarmos que a queda foi apena parcial, concluiremos que a salvação é algo atribuído parcialmente ao homem e parcialmente a Deus. Por isso disse J.C.Ryle: “Perspectivas erradas sobre a corrupção da natureza humana sempre trarão consigo perspectivas erradas sobre o grande antídoto e cura daquela corrupção”. Mas o homem é totalmente depravado e incapaz de obter ou mesmo contribuir em favor de sua própria salvação. Ele está morto.


O homem é totalmente depravado. Isto não quer dizer que ele não seja capaz de realizar atos de bondade, mas quando assim afirmamos estamos querendo dizer que a personalidade do homem foi afetada como um todo pela queda e todas as suas faculdades, toda sua natureza foi corrompida. A graça comum é a explicação para a capacidade deste homem corrompido praticar atos de bondade. Mas mesmo assim são atos imperfeitos.  Romanos 3 e 8. Até os atos de bondade que ímpio pratica são pecados aos olhos de Deus, pois são praticados com propósitos soberbos.

Por natureza o homem está MORTO. Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram”. (Rm.5.12) “Ele vos deu vida estando vós mortos nos vossos delitos e pecados...” (Ef.2.1).

Está CEGO. “...obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza de seus corações”. (Ef.4.18).

Está CORROMPIDO na sua consciência, “...porque tanto a mente como a consciência deles estão corrompidas... são abomináveis, desobedientes e reprovados para toda boa obra”. (Tt.1.15,16) ; Gn.6.5; Gn.8.21; Ec.9.3; Jr.17.9; Tt.1.15).

Estão ESCRAVIZADO AO PECADO. “Todo o que comete pecado é escravo do pecado”. (Jo.8.34) ; Ef.2.12; Rm.6.17; e Ef.2.1-3).

São INIMIGO DE DEUS. “O pendor da carne é inimizade contra Deus” (Rm.8.7 e Rm.3.18).

Estão SEM DESEJO POR DEUS. “...não há quem busque a Deus”. (Rm.3.11)
Não têm SEM TEMOR A DEUS. “Não há temor de Deus diante de seus olhos”. (Rm.3.18)

Já nascemos assim, diz o salmista no Salmo 51, “Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe”. Não veja um nenezinho como um anjinho, mas como um pecadorzinho. (J.C.Ryle).

O apóstolo Pedro afirma em II Pedro 2.22 que o homem é como “O Cão que volta ao seu próprio vômito; e: a porca lavada voltou a revolver-se no lamaçal.”

Em Jeremias 13.23 lemos - “Pode, acaso, o etíope mudar a sua pele ou o leopardo, as suas manchas? Então, poderíeis fazer o bem, estando acostumados a fazer o mal”. Esta é a situação do homem. está de mãos e pés atados como Lázaro antes da ressurreição. Morto, preso, cego, sem nenhuma possibilidade de “ver o Reino de Deus” e buscar este Deus. É o oposto do que ensinava Armínio e Pelágio no século VI. O livre arbítrio do homem natural só o leva para longe de Deus. George Whitefielde, o maior pregador inglês do século XVIII disse que o livre arbítrio do homem só o leva para o inferno. Jó pergunta em Jó 144: “...quem do imundo tirará o puro?”; ele mesmo responde:“Ninguém!”.  Só Deus pode oprrar este milagre da ressurreição espiritual. Só Deus pode dar nova vida. “Ele vos deu vida estando vós mortos em vossos delitos e pecados” (Ef.2:1). A compreensão deste ponto é fundamental para que entendamos o ponto seguinte. Este ponto nos mostra a inabilidade do homem para se salvar.

ELEIÇÃO INCONDICIONAL

Se o homem, que está morto, não pode levantar-se de sua morte espiritual, como pode então sair desta situação. Como pode “nascer de novo”? A resposta maravilhosa é: Deus e só Deus o pode levantar, só Ele o faz nascer de novo. Mas nem todos serão salvos. Se é Deus que salva e se todos não são salvos, concluímos que Deus não escolheu salvar a todos. Esta não é uma filosofia cega e absurda. É a Palavra de Deus que nos diz isso. Lembre-se que Deus não escolheu todos os povos para ser o “seu povo”. Mas chamou a Abraão de Ur dos Caldeus para dele constituir um povo especial seu. Ele mesmo diz em Deuteronômio 7.7, que não escolheu aquele povo porque eram maior do que os outros povos, mas porque os amava. Lembre-se que Deus escolheu antes a Jacó, o mais novo em lugar do primogênito Esaú e isso antes deles nasceram. “Amei a Jacó e me aborreci de Esaú”(Rm.9.13). Lembre-se que havia muitos leprosos em Israel no tempo do profeta Eliseu, mas Deus purificou apenas a Naamã o siro. Havia muitas viúvas em Isarel mas Deus pelo profeta só escolheu a uma em Sidon, a viúva de Serepta (I Reis 17.8-24).

Lembre-se que Ele disse “Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia, e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão” (Rm.9:14). Ele tem misericórdia do seu povo escolhido antes da fundação do mundo. Não foi isso que disse o apóstolo Paulo?  “...nos escolheu nEle antes da fundação do mundo...” (Ef.1.4); “nos predestinou para Ele para a adoção de filhos por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade”(Ef.1.5); “aos que de antemão conheceu, também os predestinou...e aos que predestinou a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou e aos que justificou, a esses também glorificou” (Rm.8.28,29).Independentemente de nossas obras, Deus nos escolheu. Lembra-se do que Ele disse através do profeta Amós: “De todas as famílias da terra somente a vós outros vos escolhi” (Amós 3.2). Não foi pelo que fazemos de boas obras que Ele nos escolheu, visto que até estas obras foram preparadas pôr Ele para que andássemos nelas. (Ef.2.10).

Não fostes vós que me escolhestes a mim: pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros, e vos designei para que vades e deis frutos...” (Jo.15.16).

Você poderia dizer que o homem é salvo pela fé (Atos 13.48; Hb.12.2; Tt.1.1). É verdade. Mas até esta fé é um dom de Deus. “Pela graça sois salvos mediante a fé, isso não vem de vós é dom de Deus, não de obras, para que ninguém se glorie”(Ef.2.8). A fé é dos eleitos de Deus (Tito 1:1; Atos 13:48 - “Creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna”; Hb.12:2). Que coisa tremenda, nada somos sem Deus. Ele nos amou antes que o sol brilhasse. Vamos cantar a estrofe do hino 87.

Com respeito a eleição quero citar o que Spurgeon falou:

“Eu sei que foi Deus que me escolheu, porque se Ele não me escolhesse eu jamais o escolheria”.
“Ele me escolheu antes de eu nascer, porque depois que eu nasci, Ele jamais me escolheria”.
“Deus me escolheu por razões que eu desconheço, porque eu não conheço nenhuma razão para Ele me escolher e não escolher outros”.
_____________________
Por: Josafá Vasconcelos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...