terça-feira, 15 de julho de 2014

Como sabemos que o Espírito Santo é uma Pessoa?

Um argumento potencial de que o Espírito Santo é uma pessoa é observar as palavras gregas em João 14.26, 15.26 e 16.13-14. Lá nós vemos que o antecedente do masculino ἐκεῖνος (uma palavra masculina para “aquela pessoa”) é πνεῦμα (uma palavra neutra para “Espírito”). Assim, o argumento persiste, o Espírito é uma pessoa. Infelizmente, esse argumento possivelmente não resiste a uma análise minuciosa.
Uma abordagem mais frutífera é primeiro fazer uma pergunta que quase ninguém faz: como nós sabemos que o Pai é uma pessoa? E quanto ao Filho?
A resposta é que a Bíblia apresenta uma pessoa como uma substância que pode realizar coisas pessoais e relacionais (como falar, pensar, sentir, agir). Algo que realiza essas coisas pessoais em relacionamentos — como Deus, anjos e seres humanos — é uma pessoa.
Como o Espírito Santo se sai seguindo esse critério?

  1. O Espírito ensina e faz lembrar.João 14.26: “o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome,esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito”.
1 Coríntios 2.13: “Disto também falamos, não em palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas ensinadas pelo Espírito, conferindo coisas espirituais com espirituais”.

  1. O Espírito fala.
Atos 8.29: “disse o Espírito a Filipe: ‘Aproxima-te desse carro e acompanha-o’”.
Atos 13.2: “E, servindo eles ao Senhor e jejuando, disse o Espírito Santo: ‘Separai-me, agora, Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado’”.

  1. O Espírito toma decisões.Atos 15.28: “Pois pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior encargo além destas coisas essenciais”.
  2. O Espírito pode se entristecer.Efésios 4.30: “E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção”.
  3. O Espírito pode ser ultrajado.Hebreus 10.29: “De quanto mais severo castigo julgais vós será considerado digno aquele que [...] ultrajou o Espírito da graça?”
  4. É possível mentir para o Espírito.
Atos 5.3, 4: “por que encheu Satanás teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo? [...] Não mentiste aos homens, mas a Deus”.

  1. O Espírito pode proibir ou evitar discurso e planos humanos.Atos 16.6-7: E, percorrendo a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na Ásia, defrontando Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu”.
  2. O Espírito perscruta todas as coisas e conhece as coisas de Deus.1 Coríntios 2.10-11: “o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus [...] as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus”.
  3. O Espírito distribui dons espirituais.1 Coríntios 12.11: “o mesmo Espírito [...] distribuindo [os dons espirituais], como lhe apraz, a cada um, individualmente”.
  4. O Espírito nos assiste, intercede por nós e tem uma mente.Romanos 8.26-27: “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos.
  5. O Espírito testifica aos crentes sobre a adoção deles.Romanos 8.16: “O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus”.
  6. O Espírito testifica a Cristo.“Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim”.
  7. O Espírito glorifica a Cristo, recebe o que é de Cristo e anuncia aos crentes. João 16.14: “Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar”.
Por: Justin Taylor; Original: How Do We Know The Holy Spirit Is a Person?; Site: thegospelcoalition.org Copyright © 2014 The Gospel Coalition.
Tradução: Alan Cristie; Original: Como liderar uma boa reuniao de oração
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...