sexta-feira, 4 de julho de 2014

Você é guiado pelo Espírito?

Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus (Romanos 8.14).
Primeiro, se eu sou guiado pelo Espírito, Ele determina a minha perspectiva geral, toda a minha perspectiva da vida. Isso certamente dispensa demonstração. O apóstolo diz em 1 Coríntios 2:12: "Nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus". Se, pois, somos guiados pelo Espírito de Deus, temos uma perspectiva essencialmente espiritual da vida. 

A primeira coisa que diferencia o cristão do não cristão é esta perspectiva espiritual. O outro homem tem o que Paulo já tinha chamado "mente carnal", ou "inclinação da carne", a respeito da qual ele dissera: "A inclinação da carne é inimizade contra Deus" (Romanos 8:7). O cristão não tem uma perspectiva carnal; sua perspectiva é espiritual. Devemos compreender o que isso significa em detalhe. O cristão tem gosto pelas coisas espirituais. Entre outras coisas, significa que ele gosta das reuniões nas quais os cristãos se reúnem para o estudo das Escrituras. O típico homem do mundo acha essas reuniões extremamente insípidas, desinteressantes e enfadonhas. Ele não entende e não sabe de coisa alguma do que se passa ali. Isso porque o Espírito de Deus não está nele, e ele não tem proveito nenhum nessas coisas. Não adianta pedir a um cego que aprecie um cenário; ele não pode vê-lo. 

De igual modo, o homem não espiritual não tem nenhuma faculdade espiritual e, portanto, não pode gostar de uma reunião de caráter espiritual. Não se interessa pela exposição das Escrituras, não deseja entender nada das Escrituras, porque isso nada significa para ele. Mas se, por outro lado, temos interesse por essas coisas, e realmente gostamos dessa espécie de reunião, isso é prova de que a nossa inclinação, a nossa mente é espiritual. Sei que há o perigo, talvez não tão grande como há um século - de se ter um interesse puramente intelectual por essas coisas. Isso de forma alguma é comum hoje em dia; tais pessoas desapareceram quase completamente, e agora elas aplicam aquele tipo de interesse a outros assuntos. No entanto, sempre devemos ter em mente esse tipo de perigo; por isso não nos restringimos unicamente a este teste.

Acrescento outro teste - o amor dos irmãos. Significa que você tem prazer na companhia de pessoas cuja mente é governada espiritualmente, significa que você gosta da companhia e do companheirismo dos cristãos, de modo que você acha agradável conversar com eles sobre estes assuntos especiais. O homem que tem o Espírito de Deus em seu ser, e que é guiado pelo Espírito, interessa-se pelas coisas do Espírito. Ele se interessa por sua alma e seu destino. Noutras palavras, Ele compreende que as coisas mais importantes desta vida não são as que vemos, e sim as que não vemos. 

O apóstolo expõe esta verdade em 2 Coríntios 4:18: "As (coisas) que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas". O homem que tem o Espírito em seu ser, o que é filho de Deus, pode dizer sinceramente que essa parte oculta e invisível da sua vida neste mundo é a mais importante para ele. Houve tempo em que as outras coisas é que lhe interessavam, as coisas que ele podia ver e apalpar. Elas eram as coisas importantes, e ele não passava uma noite sequer a sós consigo e com sua alma e espírito, examinando-se e examinando as suas condições espirituais. Isso era terrível! Mas agora houve uma grande mudança; é o homem "interior" que conta, não o exterior. Por isso ele pode dizer: "O (nosso homem) interior se renova de dia em dia", embora "o nosso homem exterior se corrompa", perecendo de dia em dia.

Noutras palavras, se você puder dizer que quanto mais vive mais você vê a sua vida neste mundo apenas como uma peregrinação, uma viagem, algo temporário que você está experimentando, e que tem crescente consciência de que pertence a outra esfera, à esfera real, então você não deverá ter nenhuma dúvida de que é filho de Deus. Como Paulo diz em Filipenses, capítulo 3, versículos 20 e 21: "A nossa cidade está nos céus" (ou, VA: "A nossa cidadania está no céu". Ou também em 2 Coríntios 5:1: "Sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus". O cristão verdadeiro pensa dessa maneira. Não estou perguntando se você passa o tempo todo pensando nisso, mas simplesmente perguntando se se pode dizer verdadeiramente a seu respeito que você se vê de maneira cada vez mais espiritual, que você está ficando cada vez mais desligado deste mundo e que a esfera para a qual está caminhando torna-se cada vez mais importante para você? Se você puder dizer isso, não terá necessidade de duvidar; você é "filho de Deus". Ninguém que não seja cristão nestes termos pode falar dessa maneira. Essa é uma das marcas distintivas do verdadeiro cristão.
___________________
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...