quinta-feira, 14 de agosto de 2014

É uma abominação atribuir forma visível a Deus, e geralmente se apartam do Deus verdadeiro quantos estabelecem ídolos para si [08/08]


15. O ABSURDO DA HERMENÊUTICA BÍBLICA DOS PALADINOS DA ICONOLATRIA

Quando discutem a respeito da adoração das imagens, aí se traz à baila a adoração não só de faraó [Gn 47.10], mas ainda da vara de José [Gn 47.31; Hb 11.21], como também da coluna que Jacó erigiu [Gn 28.18]. Se bem que nesta última alusão não só pervertem o sentido da Escritura, mas também lançam mão do que não se lê em lugar nenhum. Então esta: “Adorai o escabelo de seus pés” [Sl 99.5]; de igual modo: “Adorai em seu santo monte” [Sl 99.9]; também: “Ante tu face suplicarão todos os ricos do povo” [Sl 45.12]. Provas absolutamente firmes e que lhes vêm em socorro.

Se alguém quisesse, por escárnio, atribuir ridícula caricatura aos patronos das imagens, porventura poderia coligir sandices maiores e mais crassas? E para que tudo ficasse claro e não houvesse qualquer dúvida, Teodósio, bispo de Mira, confirma, com base nos sonhos de seu arcediago, com tanto certeza, que as imagens devem ser adoradas, como se o próprio Deus lho houvesse revelado.51 Saiam agora a campo os paladinos das imagens e nos pressionem com o decreto desse concílio, como se na verdade esses venerandos pais não destruíssem toda confiança neles próprios, seja tratando as Escrituras tão infantilmente, seja por mutilá- las tão ímpia e execravelmente!

16. PRONUNCIAMENTOS E PRÁTICAS BLASFEMAS E ABSURDAS EM RELAÇÃO À ICONOLATRIA

Focalizo agora os portentos das impiedades, que é de admirar-se que ousem regurgitar. O que duplamente surpreende é que não haja alguém que vocifere contra eles, com o máximo repúdio de todos!52 E faz-se oportuno trazer a público este ímpio desvario, para que o culto das imagens seja denegrido, pelo menos o pretexto de antiguidade que os papistas alegam.

Teodósio, bispo de Amório, outrora cidade da Frígia, pronuncia anátema contra todos os que se opõem que as imagens sejam adoradas. Outro imputa todas as calamidades da Grécia e do Oriente a este crime: o fato de não serem adoradas. Conseqüentemente, de que castigo eram merecedores os profetas, os apóstolos, os mártires, em cuja época não existia nenhuma!

Em seguida acrescentam que, visto que queimam perfumes aromáticos e incenso diante da imagem do imperador,53 esta honra se deve muito mais às imagens dos santos. Entretanto, Constâncio, bispo de Constância, em Chipre, professa abraçar reverentemente as imagens e confirma haver ele de tributar-lhes o mesmo culto de honra que se rende à Santíssima Trindade, e a todo aquele que recusar-se a fazer o mesmo,ele o anatematiza e relega à companhia dos maniqueus e dos marcionitas. E para que não penses que essa era a opinião particular de um só indivíduo, todos os demais consentem.

Ainda mais, João, o legado da igreja do Oriente, levado bem mais longe em seu arroubo, adverte que seria preferível que se admitam todos os lupanares em uma cidade do que a rejeitar-se o culto das imagens

Finalmente, é estatuído pelo consenso de todos, no Concílio, que os samaritanos eram piores que todos os hereges, mas ainda piores que os próprios samaritanos eram "os que combatiam as imagens". Além disso, para que a peça não careça de seu solene Aplaudi, adiciona-se esta cláusula: “Regozijem-se e exultem os que, tendo a imagem de Cristo, lhe oferecem sacrifício.”

Ora, onde está a distinção de latria e dulia com que costumam ofuscar os olhos de Deus e dos homens, uma vez que o Concílio, sem exceção, prodigaliza tanto às imagens quanto ao Deus vivo?
________________________________
52. Primeira edição: “Que, porém, se não haja deblaterado contra eles, com o máximo repúdio de todos, [é] duas vezes [mais] de surpreender!”
53. Primeira edição: “Acrescentam, após isso, [que], se à imagem imperial se procede ao encontro com fumigações aromáticas e incenso...”

Por João Calvino
Fonte: As Institutas, volume I, capítulo XI - Edição Clássica
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...