quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Confissão De Fé Batista De Londres De 1689 - Capítulo 15


CAPÍTULO 15

ARREPENDIMENTO PARA VIDA E SALVAÇÃO

1. Há entre os eleitos aqueles cuja conversão não se dá senão após uma certa idade, depois de eles terem vivido algum tempo em seu estado natural e servido a vários prazeres e concupiscências. Mas Deus, ao chamá-lo eficazmente, concede-lhes o arrependimento para vida. 1
[1]
Tt.3.2-5: ... não difamem a ninguém; nem sejam altercadores, mas cordatos, dando provas de toda cortesia, para com todos os homens. Pois nós também, outrora, éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja, odiosos e odiando-nos uns aos outros. Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com os homens, não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo.
2. Não há quem faça o bem e que não peque; 2 sob a força da tentação, mesmo as melhores pessoas podem cair em grandes pecados e provocações contra Deus, pois existe no interior do homem um poder enganoso de corrupção. Foi por isso que Deus, no pacto da graça, providenciou misericordiosamente para que os crentes, caindo em pecado, sejam restaurados mediante o arrependimento para a salvação. 3
[2]
Ec.7.20: Não há homem justo, que faça o bem e que não peque.
[3]
Lc.22.31,32: Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo. Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos.
3. Este arrependimento salvador é uma graça evangélica, 4 por intermédio da qual a pessoa, por obra do Espírito Santo, é levada a sentir os múltiplos males do seu pecado, e, com fé em Cristo, humilha-se por causa do pecado, com uma tristeza santa, ódio ao pecado e repugnância a si mesma, 5 orando por perdão e fortalecimento na graça, com o propósito e o empenho de caminhar diante de Deus de um modo agradável em todas as coisas, 6 com o auxílio do Espírito Santo.
[4]
Zc.12.10: E sobre a casa de Davi. e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o espírito de graça e de súplicas; olharão para mim, a quem traspassaram; pranteá-lo-ão como quem pranteia por um unigênito. e chorarão por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.
At.11.18: E, ouvindo eles estas cousas, apaziguaram-se e glorificaram a Deus, dizendo: Logo, também aos gentios foi por Deus concedido o arrependimento para vida.
[5]
Ez.36.31: Então vos lembrareis dos vossos maus caminhos, e dos vossos feitos, que não foram bons; tereis nojo de vós mesmos por causa das vossas iniquidades e das vossas abominações.
2Co.7.11: Porque, quanto cuidado não produziu isto mesmo em vós que segundo Deus fostes contristados! que defesa, que indignação, que temor, que saudades, que zelo, que vindita em tudo deste prova de estardes inocentes neste assunto.
[6]
Sl.119.6,128: Então não terei de que me envergonhar, quando considerar em todos os teus mandamentos. Por isso tenho por em tudo retos os teus preceitos todos, e aborreço todo caminho de falsidade.
4. Por trazermos conosco "o corpo desta morte", e as suas inclinações para o mal, o arrependimento deve continuar por toda a vida. Cada pessoa tem o dever de arrepender-se particularmente, de cada pecado seu de que tenha conhecimento. 7
[7]
Lc.19.8: Entrementes, Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: Senhor, resolvo dar aos pobres a metade dos meus bens; e, se nalguma cousa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais.
1Tm.1.13,15: ... a mim que noutro tempo era blasfemo e perseguidor e insolente. Mas obtive misericórdia, pois o fiz na ignorância, na incredulidade. Fiel é a palavra e digna de toda aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.
5.Mediante Cristo, no pacto da graça, Deus fez provisão completa para que os crentes sejam preservados na salvação. Assim como não existe pecado tão pequeno que não mereça a condenação eterna, 8 não existe pecado tão grande que possa trazer condenação sobre os que se arrependem. 9 Isso torna necessária a pregação constante de arrependimento.
[8]
Rm.6.23: ... porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.
[9]
Is.1.16-18: Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos: cessai de fazer o mal. Aprendei a fazer o bem; atendei à justiça, repreendei ao opressor; defendei o direito do órfão, pleiteai a causa das viúvas. Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados são como a escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que são vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã.
Is.55.7: Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar.
_________________________
Fonte: Fé Para Hoje - Editora Fiel.Via: Bom Caminho
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...