domingo, 3 de maio de 2015

Ore e pondere a si mesmo em sincronia com o senso de riqueza de Paulo


Quando o apóstolo Paulo pensa sobre "riquezas" ou "prosperidade" o que vêm à mente dele? O que deveria vir à nossa? Onde nossos esforços em enriquecimento deveriam ser investidos?

Aqui estão todos os usos da palavra favorita de Paulo para "riquezas" (Grego: ploutos.) Prove e veja pelo o que ele vive.

  • As riquezas da Sua benignidade, e paciência, e longanimidade. (Romanos 2:4)
  • As riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia. (Romanos 9:23)
  • Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! (Romanos 11:33)
  • Riquezas da sua generosidade. (2 Coríntios 8:2)
  • As riquezas da sua graça. (Efésios 1:7)
  • As riquezas da glória da sua herança nos santos. (Efésios 1:18)
  • As abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. (Efésios 2:7)
  • As riquezas incompreensíveis de Cristo. (Efésios 3:8)
  • As riquezas da sua glória. (Efésios 3:16)
  • O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus. (Filipenses 4:19)
  • As riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória; (Colossenses 1:27)
  • Enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus — Cristo. (Colossenses 2:2)
  • Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos (1 Timóteo 6:17)
By John Piper. ©2015 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...