quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Ame seus irmãos, não desista deles

Ao olhar para a vida de Paulo fico maravilhado com o esforço e amor do apóstolo pela Igreja de Corínto. Aqueles irmãos estavam falhando em inúmeras áreas da vida, mas Paulo em nenhum momento desiste deles, pelo contrário escreve cartas a eles devido seu amor. Embora aquela Igreja continue a falhar, Paulo se mantém de joelhos e de coração amoroso para com aquele povo.

Sua primeira carta aquele Igreja começa assim ‘Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo, e o irmão Sóstenes, 2 ​à igreja de Deus que está em Corínto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso: 3 ​graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. 4 ​Sempre dou graças a meu Deus a vosso respeito, a propósito da sua graça, que vos foi dada em Cristo Jesus; 5 ​porque, em tudo, fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento; 6 ​assim como o testemunho de Cristo tem sido confirmado em vós, 7 ​de maneira que não vos falte nenhum dom, aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo, 8 ​o qual também vos confirmará até ao fim, para serdes irrepreensíveis no Dia de nosso Senhor Jesus Cristo. 9 ​Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor.

O texto por si só nos dá animo em relação aos nossos irmãos. Aquela Igreja que era problemática, continha imoralidade em seu meio, falta de amor e estava ceando de maneira indigna Paulo os chama de santificados,amados e igreja de Deus. Paulo olha para aqueles irmãos e sabe que por mais que eles possuem falhas que devem ser superadas estes são seus irmãos em Jesus Cristo e por isso nunca devem ser deixados de lado. Paulo não os abandona, pelo contrário ele insiste em amar aqueles irmãos.

O apóstolo faz ações de graças a Deus por essa Igreja. Ele agradece e louva o Senhor por que embora naquele momento eles estavam lutando e falhando, um dia se apresentarão irrepreensíveis e perfeitos graças ao amor eterno de Jesus. Seu desejo era visitar pessoalmente aqueles irmãos por mais uma vez para leva-los a entender como se deveria vier o cristianismo. Mesmo com tal sentimento pelos coríntios o apóstolo nunca deixa de adverti-los. Ele claramente condena o pecado. Não deixa que o amor faça com que aqueles pecados sejam tolerados. O confronto, exortação e repreensão são feitas de acordo com a Bíblia, com firmeza e amor genuíno.

Sim, pessoas precisam ser confrontas, exortadas e corrigidas. Mas nunca devemos fazer isso sem amor. Devemos lembrar de que nosso irmão que está falhando na fé um dia se apresentará diante de Deus de uma forma santa e gloriosa devido a habitação do Espírito em sua vida e isso deve nos motivar e ter fé de que sua vida pode mudar. Devemos ir até eles com o coração cheio do amor cristão. Ao corrigirmos devemos fazer isso com amor por Jesus e por desejo de que aquele pecado possa ser vencido e abandonado. Devemos nos colocar do lado e lutar contra o pecado juntos dos nossos irmãos. Exemplo: se uma pessoa está falhando em ira em nosso meio devemos nos achegar a ela com amor e dizer a verdade “Irmão, tenho notado que constantemente você tem se demonstrado iracundo. Está acontecendo algo com você? Posso lhe ajudar a vencer esse pecado? Vamos batalhar juntos”. Infelizmente muitas vezes devido aos padrões do mundo trazidos para a Igreja chegamos ao nossos irmãos simplesmente para repreender com o coração duro, com objetivo de humilhar e coloca-lo para baixo. Falamos uma única vez e não queremos acompanha-lo na trajetória rumo a santidade. Não nos importamos com o crescimento espiritual da pessoa. Queremos unicamente dizer o que está entalado em nossa garganta, virar as costas e ir embora com o sentimento de superioridade. Não queremos chorar, batalhar e sofrer com a luta de nossos irmãos. Paulo não é assim, e serve para nós como exemplo. Ele persevera em amor, mesmo que no momento os salvos não demonstrem plenamente uma maturidade cristã. Ai vai alguma dicas práticas para amar nossos irmãos quando é necessário a repreensão e como ajuda-lo a enxergar isso:

1 lembre a pessoa que você está conversando sobre o amor de Cristo. Ela deve lembrar de que seus pecados foram pagos e agora devido a habitação do Espírito ela pode vencer aqueles pecados.

2 Ore por ela, por sua família e por áreas de sua vida. 

3 Nunca chegue para repreender com o coração cheio de raiva. Chegue diante de Deus e peça perdão por seu pecado e em consequência peça ao Senhor amor por aquele irmão. Nunca repreenda com o coração duro e sem amor, isso é pecado.

4 Procure sempre estar em contato. Se encontrem semanalmente para ver se está havendo progresso. Orem juntos e leiam as Escrituras.

5 Indique livros, artigos e pregações.

6 Convide a pessoa a frequentar regularmente os cultos. A pregação bíblica quando é realizada confronta o coração pecaminoso e auxilia na luta contra o pecado.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...