terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Jonas, muito mais que um grande peixe

O livro não tem como personagem principal os marinheiros, o grande peixe, Jonas ou os moradores de Nínive, muito pelo contrário,o grande e soberano personagem é o Deus de Israel.

No decorrer da narrativa vemos a justa ira de Deus sendo manifestada contra a maldade dos ninivitas, ao ponto de enviar o profeta para declarar que a cidade seria destruída devido a tal maldade. Podemos observar a soberania do Senhor sobre a criação tanto na tempestade sobrenatural que atinge o barco como também na salvação misericordiosa de Jonas quando esse é lançado ao mar e um grande peixe o engole. Sua misericórdia é visível no fato de que aqueles marinheiros reconhecem que só há um Deus verdadeiro, Aquele que fez o mar e a terra e por isso oferecem sacrifícios a Ele.
A fidelidade de Deus é demonstrada quando por três dias e três noites Jonas dentro da barriga de um grande peixe não morre, mas pelo contrário, permanece vivo. Com uma única ordem de Deus o animal vomita o profeta fujão que agora está novamente em terra firme e pronto, mesmo com relutância em ir a Nínive e pregar a mensagem dada por Deus.
O Deus que é grande em misericórdia e soberano na salvação utiliza uma pregação de seis palavras, palavras essas que são provenientes de um coração duro, irado e que quer o mal dos assírios. Sim, usa uma pregação aos olhos humanos fraca e sem“unção” para converter uma nação inteira. Do rei ao escravo, jovens e velhos, homens e mulheres são salvos através de tais palavras “ dentro de 40 dias Nínive será subvertida”.
A beleza dos atributos de Deus revelados no livro desse profeta nos fornece um relato de encorajamento sobre nossa vida nesse mundo. Podemos confiar e crer que os eventos da natureza estão debaixo do controle do Eterno. Podemos louva-lo que em sua graça e misericórdia Ele salva quem não merece. Ao olharmos para nossa própria vida podemos nos comparar com os ninivitas e louvar a Deus por através de fiéis ministros e de sua poderosa Palavra nos trazer das trevas para luz, da condenação para a justificação e salvação.
Que alegria podemos ter ao olhar para o livro e ver o Deus que criou o céu e a terra como personagem principal e não um grande peixe.O Senhor e Soberano dessa narrativa inspirada e infalível é o nosso Deus redentor.

Autor: Wellington Leite
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...